Se você tem dúvidas a respeito do que é e quais são os benefícios oferecidos pelo acoplamento magnético, este artigo irá te ajudar! Além de saber mais sobre acoplamentos em geral, você poderá conferir informações essenciais para compreensão deste importante equipamento utilizado nos mais diversos tipos de indústrias. Confira:

O que são acoplamentos?

Frequentemente utilizados em diversos processos, os acoplamentos são aparelhos de conexão ou interação entre dois sistemas maquinários. De maneira geral, podem ser utilizados para finalidades distintas, mas as mais comuns são:

– unir dois eixos

– absorver choques

– não forçar rolamentos dos motores

– reduzir vibrações

– permitir a manutenção no eixo motriz ou no eixo movido individualmente

– transmitir torques

Normalmente, os acoplamentos são formados por dois flanges, ou seja, discos de metais onde são fixados os eixos. O espaço onde os eixos podem ser encaixados é chamado de cubo. Já os elementos que ligam os dois flanges podem integrar elementos de borracha, parafusos e pinos.

 

Quais são os principais tipos de acoplamentos?

Para compreender melhor sobre os acoplamentos em geral, vale a pena ressaltar que existem basicamente duas divisões para os acoplamentos: permanentes (fixos), subdivididos em flexíveis e rígidos; e comandáveis (comutáveis), que atuam obedecendo a um comando.

Antes de saber mais detalhes específicos sobre os acoplamentos magnéticos, confira abaixo mais informações sobre cada um dos acoplamentos mais famosos no mercado:

 

– Acoplamentos permanentes

Conectam eixos que durante o funcionamento da máquina ou equipamento não serão desconectados. Esses aparelhos são utilizados quando os eixos das árvores são colineares, paralelos ou no caso de ligações de árvores que se cruzam.

Rígidos: não possuem qualquer tipo de flexibilidade, além de não absorverem choques e vibrações. Modelos desse tipo também não são capazes de suportar desalinhamento angular, axial, radial.

Flexíveis: por outro lado, os acoplamentos flexíveis suavizam os movimentos em árvores que tenham movimentos bruscos e quando não existe a possibilidade de garantir um perfeito alinhamento entre as árvores. Vale ainda ressaltar eles podem ser subdivididos entre elásticos e não elásticos.

Os não elásticos têm a capacidade de suportar alguns desalinhamentos, mas não possuem elasticidade torcional, transmitindo, assim, choques e sobrecargas. Eles são direcionados para aplicações com necessidade de reversões constantes ou de sincronismo torcional.

O acoplamento de engrenagem, o de dentes arqueados e os articulados são alguns exemplos de não elásticos.

Por outro lado, os elásticos contam com um elemento de ligação elástico entre os cubos (borracha, grade, mola), com o objetivo de absorver choques e acomodar certos desalinhamentos.

Os acoplamentos de pinos, de garras, perflex, ou de cruzeta são alguns exemplos de elásticos.

 

– Acoplamentos comutáveis

Transmitem movimento e força exclusivamente via comando. Esses mecanismos operam segundo o princípio de atrito e recebem o nome de embreagens de freios. Atualmente, existem dois tipos principais de embreagens acionadas por marcha: a embreagem de disco e a embreagem cônica.

 

O que é um acoplamento magnético?

Agora que você já sabe mais detalhes a respeito do funcionamento geral de um acoplamento, saiba que o acoplamento magnético consiste em dois componentes que não têm contato físico entre si: acionador e condutor. O acionador contém magnetos permanentes de alta energia, e está conectado ao eixo do motor.

Dessa forma, a capacidade de transmissão de torque do acoplamento é gerada pelo movimento relativo entre o acionador e o condutor. Esse movimento gera um campo magnético (corrente induzida) no condutor que causa uma interação com os magnetos do acionador, transmitindo o torque por meio do ar.

 

Quais são os benefícios proporcionados pelo acoplamento magnético?

Quem realiza operações em equipamentos rotativos pode encontrar diversas vantagens no uso desses equipamentos. Confira:

Benefícios imediatos

– Operação altamente eficiente

– Motor e equipamentos independentes

– Isolamento de vibrações

– Sem necessidade de alinhamento via laser ou de precisão

– Partida e parada suaves

– Proteção contra carga de cisalhamento

– Nenhuma energia externa necessária

– Retorno econômico em curto prazo

 

Benefícios em longo prazo

– Não necessita lubrificação

– Sem peças de desgaste

– Não necessita manutenção

– Não há reposição

– Reduz a manutenção de todo o sistema

– Aumenta a confiabilidade e a integridade de todo o sistema

 

E as vantagens do uso do acoplamento magnético não terminam aí. Vale ressaltar que esse produto é muito útil quando a intenção é transmitir força e – ao mesmo tempo – evitar o atrito entre peças, que devido a desgastes pode culminar em quebras.

O acoplamento magnético pode trabalhar ao longo de um eixo, para dessa forma proporcionar uma força linear e reduzir a vibração do conjunto.

De maneira geral, a família de acoplamentos magnéticos pode ser dividida em quatro linhas:

Acoplamento Padrão

First Generation Coupling (FGC) – Magnelink

MagnaGuard Economizer (MGE)

Acoplamento de Partida Atenuada

MagnaGuard Delay Coupling (MGD)

Acoplamento Limitador de Torque

MagnaGuard Torque Limiting Coupling (MGTL)

Acoplamento Variador de Velocidade:

Adjustable Speed Drive (ASD)

 

Agora que você já sabe as principais informações a respeito dos acoplamentos magnéticos, que tal conhecer mais detalhes da TOP Componentes, uma distribuidora de produtos de alta tecnologia e durabilidade?

Além disso, vale ressaltar que a empresa possui uma equipe de vendedores totalmente preparada para tirar todas as suas dúvidas. Se você está procurando modelos de engrenagem, por exemplo, conheça agora mesmo os acoplamentos Falk.

Existem ainda outros modelos, como os acoplamentos Ômega – que garantem menor vibração menor no equipamento, vida mais longa em serviço e custos gerais de manutenção mais baixos – os acoplamentos Viva, de montagem e desmontagem rápida e eficiente, e também o acoplamento Magna Drive ASD, um produto simples, robusto e preciso, que garante resultados em qualquer ambiente, em qualquer lugar.

Ligado e subordinado ao sistema de controle digital (SDCD) existente, o Magna Drive ASD possibilita o ajuste automaticamente o “Air Gap” para controlar a velocidade.

Solicite agora mesmo um orçamento de acoplamentos com a TOP Componentes e garanta o melhor para os seus processos industriais. Sinônimo de qualidade em diversos outros produtos, a empresa oferece também modelos de engrenagem, bem como buchas, atuadores, polias, engrenagens, freios e embreagens eletromagnéticas, rodas dentadas, além de muitas outras opções.

Para entrar em contato, clique neste link.

Posts Relacionados